sábado, 4 de outubro de 2008

Quanta diferença!

Ontem fui a um restaurante por quilo. Antes meu prato não pesava menos de 800 gramas, hoje foi 420 gramas com salada de frutas de sobremesa! Não é exagero dizer que fiquei triste pois não tinha muitas opções de salada verde, e também deveria ter comido menos fritura (1/2 empanado de frango recheado com legumes + filé de peixe ) e ter me servido no máximo 300 gramas, mas não vou chorar pelo leite derramado, o que passou passou e agora devo continuar focada na minha meta.
Mesmo assim houve um avanço, essa diferença toda é reflexo do que aprendi.
O que acontecia comigo era "olho grande", queria comer de tudo um pouquinho, e esse de tudo acabava em pelo menos um prato de um quilo! Eu olhava aqueles pratos todos bem apresentáveis, sentia aquele cheiro gostoso e queria comer tudo, mas esquecia que esse "tudo" era impossível, se tornaria excesso.
Ainda tenho que começar a minha atividade física, hoje fui e voltei do serviço caminhando, ainda é muito pouco perto do que preciso. Mesmo assim é melhor do que nada. Também me esforcei para brincar pelo menos 10 minutos com minha filha. Estou muito cansada, hoje particularmente foi exaustivo.
Tenho anotado tudo direitinho, faço minhas anotações quando chego em casa, não é como eu fazia, que comia e anotava, assim ia controlando e sempre deixando pra comer mais quando eu achava que mais precisava. Agora anotando tudo a noite antes de dormir só levo sustos! Só passo das 1200 calorias, sem fazer nenhuma atividade física é impossível emagrecer assim desse jeito. Mas vou melhorar.
Hoje não me pesei, mas ontem eu estava com 78,700kg.
Estou com déficit temporário de 2,400kg. Preciso mudar essa realidade o quanto antes, quero voltar a emagrecer, tenho ao meu favor o tempo já que quero estar mais magra para as festas de Natal/Ano Novo.
Acho que é isso!
Bjocas

Um comentário:

  1. Daiene, encontrei seu blog no da Larissa. Vc é corajosa e uma mulher forte. Como diz a Larissa, só não consegue, quem desiste e isso é uma verdade. Já estamos carecas de saber q na maioria das vezes a obesidade vem da carência de amor próprio, mas é difícil lutarmos contra isso. Sabe pq? Por que devido a baixa auto-estima, no fundo temos medo de emagrecer, de nos tornar lindas e não termos mais desculpas, mais onde nos esconder, a gordura no fundo no fundo é a máscara daqueles q têm medo da vida, da felicidade, medo de fracassar. Nossa! como fui profunda!! Acho q vou estudar psicanálise..hehehhe...sou Andressa, tenho 31 anos e estou nessa luta, como vc! Na luta para reaver o meu grande amor por mim mesma. O emagrecimento será uma deliciosa consequencia. Bjs e me add: http://andressaemagrecerfeliz.meublog.org

    ResponderExcluir

Fico muito feliz com sua visita e seu comentário!
Criticas construtivas e sugestões são sempre bem vindas.